/ governosp
Convidados - Biblioteca Viva
 

Convidados


Foto: Divulgação

Alexandra Bujokas de Siqueira

Universidade Federal do Triângulo Mineiro

É professora da Universidade Federal do Triângulo Mineiro e coordenadora do grupo de pesquisa Bruxas Educadoras: Educação, Mídia e Feminismos. É bacharel em Jornalismo e doutora em Educação pela Universidade Estadual Paulista, com pós-doutorado em Estudos de Mídia na The Open University inglesa. Foi pesquisadora visitante do Instituto de Educação da University College London. É co-autora de livros didáticos sobre projetos de mídia-educação para o Ensino Fundamental aprovados pelo Programa Nacional do Livro Didático e integra a equipe que desenvolve uma proposta de AMI e Educação Ambiental para escolas de educação primária angolanas, com apoio do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação da República de Angola.



Foto: Lorena Dini

Aline Bei

Escritora

Nasceu em São Paulo, em 1987. É formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e em Artes Cênicas pelo Teatro Escola Célia-Helena. No momento, cursa pós-graduação em escritas performáticas na PUC-RIO. Foi editora chefe do site cultural OitavaArte e colunista do site Livre Opinião -Ideias em debate. O peso do pássaro morto, finalista do prêmio Rio de Literatura e vencedor do prêmio São Paulo de Literatura e do prêmio Toca, é o seu primeiro livro. Foi publicado na França pela editora Aldeia em 2022 e adaptado para o teatro por Helena Cerello e Nelson Baskerville. Seu segundo livro, Pequena Coreografia do Adeus, foi publicado em 2021 pela Companhia das Letras, já vendeu mais de 60 mil cópias e será adaptado para o teatro por Tarcila Tanhã. Media oficinas de escrita em lugares como Escrevedeira, Espaço Cult e Garganta. Já participou de diversos eventos, feiras, bienais e mesas literárias pelo Brasil e pelo mundo, com destaque para a Feira Internacional de Guadalajara no México e a Primavera Literária, em Sorbonne, Paris.



Foto: Divulgação

André Lemos

Universidade Federal da Bahia

Professor titular da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Sociologia pela Université René Descartes, Sorbonne, mestre em Política de Ciência e Tecnologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e engenheiro mecânico pela UFBA. Membro fundador da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura, diretor do Lab404 – Laboratório de Pesquisa em Mídia Digital, Redes e Espaço. Atualmente é pesquisador do CNPq, membro do Comitê Gestor do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital, membro do conselho acadêmico da Cátedra Julian Assage de Tecnopolítica e Cultura Digital (Equador) e membro do External Advisory Committee of DigiMedia e do Advisory Board Journal of Digital Media & Interaction da Universidade de Aveiro, Portugal. Atua na área de comunicação e sociologia, com ênfase em cultura digital ou cibercultura. Tem 17 livros publicados/organizados e dezenas de artigos em revistas acadêmicas nas áreas de comunicação e sociologia, nacionais e internacionais.



Foto: Divulgação

Angelina Moreira de Souza

Prefeitura Municipal de Diadema/São Paulo

Graduada em Biblioteconomia e estudante de Pedagogia pela Universidade de São Paulo, e especialista em Gestão Cultural pelo Senac. É bibliotecária nas bibliotecas Interativa de Inclusão Nogueira e Serraria, da Secretaria de Cultura de Diadema, São Paulo. É mediadora do clube de leitura Leia Mulheres Diadema, contribui com o Clube do Livro Diadema e com o Grupo de Trabalho de Governança do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo.



Foto: Divulgação

Angelita Garcia

Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas de Informação e Instituições

Socióloga, especialista em Educação Profissional de Jovens e Adultos e graduanda em Biblioteconomia. Trabalha e milita em projetos e programas voltados para a área dos direitos humanos e enfrentamento às desigualdades usando como ponto de partida três focos: valorização das identidades, articulação comunitária e inclusão. É membra da Aliança Pró-Saúde da População Negra, uma rede multi e intersetorial, com atuação contra o racismo na cidade de São Paulo (SP). Junto com outros bibliotecários e bibliotecárias negros e negras, compõe o Grupo de Trabalho Relações Étnico-raciais e Decolonialidades da FEBAB. Atualmente é articuladora na Rede Nacional de Leitura Inclusiva, projeto da Fundação Dorina Nowill para Cegos, em São Paulo.



Foto: Divulgação

Bel Santos Mayer

Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário/Rede LiteraSampa

Educadora social, coordenadora do Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário, co-gestora da Rede LiteraSampa, formadora de jovens mediadores de leitura, docente da pós-graduação Literatura para Crianças e Jovens do Instituto Vera Cruz. Mestra em Turismo pela Universidade de São Paulo, especialista em Pedagogia Social pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo, licenciada em Ciências/Matemática pela Universidade São Judas Tadeu e bacharel em Turismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Curadora da 11ª edição do Prêmio São Paulo de Literatura, do Conselho Curador do 63° e 64° Prêmio Jabuti e do Conselho Curatorial do Theatro Municipal de São Paulo. Prêmios recebidos: Retratos da Leitura no Brasil – 2018; Estado de São Paulo para as Artes – 2019; 67° Prêmio Associação Paulista de Críticos de Artes na categoria Difusão de Literatura Brasileira; Prêmio Pessoa Inspiradora 2021, da Associação Paulista de Fundações.



Foto: Divulgação

Caco Mattos

Intervenção artística | Quer Dançar Comigo 1 Minuto?

Ator, palhaço, diretor, pesquisador teórico e imagético dos palhaços e suas dramaturgias tradicionais e contemporâneas. Tradutor do livro Entradas Clownescas: uma dramaturgia do clown (Edições Sesc, 2016). Formado pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul e licenciado em Artes pela Faculdade Paulista de Artes. Criador do projeto Pílulas Cômicas, que investiga o cômico em diversos formatos: intervenções, performance, música, números clássicos e contemporâneos de palhaçaria.



Foto: Divulgação

Carla Nieto Vidal

Consultora Gengibre Criativo / 342 artes

Historiadora, gestora cultural, consultora e ativista de direitos culturais. Desenvolve estratégias integradas para o desenvolvimento institucional, com foco em planejamento, gestão, comunicação, captação de recursos e facilitação intercomunitária. Atua em diversas colaborações junto a outros profissionais da cultura, empresas e museus nacionais. Tem se dedicado a desenvolver estratégias e programas com foco no reposicionamento das instituições, no fortalecimento de suas comunidades e nas suas ações programáticas. Dedica-se no momento a investigar e orientar processos colaborativos que impactam e valorizam o sentido de propósito das instituições.



Foto: Divulgação

Cinthia Mendonça

Silo - Arte e Latitude Rural

Artista e pesquisadora, mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutora em Práticas Artísticas Contemporâneas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. É diretora da Silo – Arte e Latitude Rural, organização da sociedade civil que cria, acolhe e divulga arte, ciência, tecnologia e agroecologia em áreas rurais, periféricas e de preservação ambiental. É mentora dos Laboratórios de Inovação e Experimentação Cidadã (Labic e MediaLab Prado), facilitadora do curso LabsBibliotecarios e integra a equipe de apoio à criação de Laboratórios Cidadãos em Bibliotecas promovidos por Iberbibliotecas.



Foto: Divulgação

Daniel Munduruku

Escritor

É escritor e professor paraense, pertencente ao povo indígena Munduruku. Autor de 56 livros publicados por diversas editoras no Brasil e no exterior. Graduado em Filosofia, com licenciatura em História e Psicologia, é mestre e doutor em Educação pela Universidade de São Paulo e pós-doutor em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos. Recebeu vários prêmios nacionais e internacionais por sua obra literária: Prêmio Jabuti (2004 e 2017); Prêmio da Academia Brasileira de Letras (2010); Prêmio Érico Vanucci Mendes, CNPq; Prêmio para a Promoção da Tolerância e da Não Violência, da Unesco; Prêmio da Fundação Bunge (2018). Em 2021 foi condecorado pela OAB SP como personalidade literária. Muitos de seus livros receberam o selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ). Ativista engajado no Movimento Indígena Brasileiro, reside em Lorena, interior de São Paulo, desde 1987, onde é diretor-presidente do Instituto Uka e do selo Uka Editorial. Também é membro-fundador da Academia de Letras de Lorena. Foi cofundador da primeira livraria on-line especializada em livros de autores indígenas e promove há 18 anos o Encontro de Escritores e Artistas Indígenas no Rio de Janeiro, em parceria com a FNLIJ. Em 2021 concorreu à Cadeira 12 da Academia Brasileira de Letras.



Foto: Divulgação

Delfina Lázaro Mateus

Universidade Eduardo Mondlane, Moçambique

Doutoranda em Bibliotecas, Arquivos e Documentação no Entorno Digital e mestre em Bibliotecas e Serviços de Informação Digital pela Universidade Carlos III de Madrid, Espanha. Coordenadora do curso de licenciatura em Biblioteconomia e professora no Departamento de Ciências da Informação da Universidade Eduardo Mondlane (ECA-UEM), em Moçambique. Membro da Agência Local de Inovação na ECA-UEM, coordenadora do projeto de inclusão digital de mulheres em Moçambique e pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Recursos, Serviços e Práxis Informacionais da Universidade Federal de Minas Gerais.



Foto: Divulgação

Gonzalo Oyarzún

Universidad Tecnológica Metropolitana (Chile)

Bibliotecário, mestre em Direção e Gestão de Indústrias Culturais e Criativas, consultor internacional e professor universitário. Foi responsável pelo Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas do Chile, presidente do Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas, membro do Conselho do Livro e da Leitura do Chile e diretor-fundador da Biblioteca Santiago, Chile. Possui publicações em livros e revistas, em formato impresso e digital em diversos países. Em 2021, publicou A biblioteca imaginada: jardim para criar comunidade.



Foto: Carlos Macedo

Jeferson Tenório

Escritor

Nasceu no Rio de Janeiro, em 1977. Radicado em Porto Alegre, é doutor em teoria literária pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Estreou na literatura com o romance O beijo na parede (2013), eleito o livro do ano pela Associação Gaúcha de Escritores. Teve textos adaptados para o teatro e contos traduzidos para o inglês e o espanhol. É autor também de Estela sem Deus (2018). O avesso da pele (2020) é seu romance mais recente, publicado pela editora Companhia das Letras.



Foto: NeuroMat

João Alexandre Peschanski

Wiki Movimento Brasil/Faculdade Cásper Líbero

Professor de Jornalismo Multimídia na Faculdade Cásper Líbero e diretor executivo do Wiki Movimento Brasileiro, afiliado da Wikimedia no Brasil. É mestre em Ciência Política pela USP e doutor em Sociologia pela University of Wisconsin-Madison. Supervisiona a equipe de pesquisa e experimentação em comunicação do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão Científica em Neuromatemática (NeuroMat), da FAPESP. É especialista em difusão digital, conhecimento aberto e ciência livre.



Foto: Divulgação

Mariangela Ferreira Andrade

Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas/Ministério do Turismo

Doutora e mestra em Literatura e Práticas Sociais, especialista em Relações Internacionais e graduada em Tradução-Inglês pela Universidade de Brasília. É também especialista em Direito Público pelo Instituto Processus de Brasília e graduada em Direito pelo Centro de Ensino Superior de Brasília. É analista técnico-administrativo, lotada na coordenação geral do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas; como coordenadora substituta. Foi pesquisadora visitante no Espaço Llansol, Portugal. Na Fundação Cultural Palmares, foi chefe de divisão do Acervo Bibliográfico, coordenadora técnico-administrativo e gerente da assessoria de Gestão Estratégica. Desde 2010 é tradutora voluntária do TED – Ideas Worth Spreading.



Foto: Josh Labouve

Mirko Winkelmann

Associação Alemã de Bibliotecas, Alemanha

Na Associação Alemã de Bibliotecas é responsável pelo programa de financiamento Vor Ort für Alle (No local para todos), que apoia bibliotecas modernas em áreas rurais. Estudou história da tecnologia e história pública em Berlim, na Alemanha, e em Taipei, em Taiwan, e depois trabalhou como curador de exposições e gerente de projetos. Vem ganhando experiência com programas de financiamento desde 2015, como fundador e presidente de uma associação para projetos de educação histórico-política.



Foto: Osmar Moura

Neide Aparecida de Almeida

Fio.de.Contas Produções

Socióloga, especialista em Gestão Cultural e mestra em Linguística. Escritora, poeta, educadora, pesquisadora, produtora e gestora cultural. Consultora na área de direitos humanos, leitura, literatura e relações étnico-raciais. Coordena a Coleção Insurgências, da Editora Jandaíra, e é colaboradora da Revista Emília. Esteve na secretaria executiva da Rede LEQT e coordenou o núcleo de educação do Museu Afro Brasil. Publicou o livro Nós: 20 poemas e uma Oferenda e tem publicado poemas e crônicas em revistas e em antologias. Pela Fio.de.Contas Produções Culturais, realiza cursos, ações e eventos.



Foto: Reprodução

Orquestra Filarmônica Sinos Azuis

Intervenção artística | Quinteto de cordas

A orquestra surgiu por meio da iniciativa de alguns amigos músicos, que sentiram a necessidade de difundir ainda mais a cultura nas diversas regiões da cidade de São Paulo, principalmente para os menos favorecidos ou que não tenham tanto acesso à música de concerto. Os objetivos do grupo priorizam a acessibilidade dos públicos, a realização de repertório sinfônico brasileiro e estrangeiro, e a inclusão dos públicos e dos músicos integrantes da orquestra.



Foto: Divulgação

Paulo Carrano

Universidade Federal Fluminense

Doutor em Educação, com pós-doutorado em Sociologia da Educação pela Universidade de São Paulo e Universidade de Lisboa. É bolsista Produtividade do CNPq, coordenador do Grupo de Pesquisa Observatório Jovem do Rio de Janeiro, da Universidade Federal Fluminense (UFF), e integra a linha de pesquisa Intelectuais, Juventudes e Educação Democrática do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFF. Lattes: http://lattes.cnpq.br/9106017105325057.



Foto: Divulgação

Rafael Calça

Escritor

Roteirista de histórias em quadrinhos e animação, ilustrador editorial e storyboarder de publicidade. Seu trabalho de maior destaque é Jeremias - Pele, em que junto de Jefferson Costa recriou o personagem de Maurício de Sousa em uma HQ sobre racismo na infância, tendo recebido o reconhecimento de público e crítica, além do Troféu Ângelo Agostini, Troféu HQ Mix e o prestigiado Prêmio Jabuti.



Foto: Divulgação

Regina Novaes

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Doutora em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo, graduada em Ciências Sociais e mestra em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Lecionou na PUC-RJ, na Universidade Federal da Paraíba e na UFRJ. Tem artigos e livros publicados nos seguintes temas: movimentos sociais no campo, juventude, religião, cultura, cidadania e violência. O lugar das novas tecnologias de informação e comunicação na vida dos jovens está entre seus interesses de assessoria, pesquisa, reflexão. Como pesquisadora do CNPq, desenvolve projetos de pesquisa nas áreas de Juventude, Religião e Política. Atualmente é pesquisadora visitante emérita no Programa de Pós-Graduação em Educação e Juventude, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro e desenvolve trabalhos em equipes de avaliação de projetos.



Foto: Divulgação

Rodrigo Ratier

Universidade de São Paulo/Vaza, Falsiane

Colunista de educação do UOL e professor do curso de jornalismo na Universidade de São Paulo (USP). É doutor e mestre em Educação pela USP. Em mais de duas décadas de experiência jornalística, trabalhou em veículos como Galileu, Mundo Estranho, Superinteressante e Nova Escola. Dedica-se à pesquisa de fake news e desinformação. É um dos criadores e gestores do Vaza, Falsiane, curso on-line contra fake news.



Foto: Divulgação

Sarah Ogembo

Serviço Nacional de Biblioteca do Quênia

Bacharel em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela Kenyatta Universit, Quênia. Bibliotecária do departamento de Mobilização de Recursos e Coordenação de Projetos do Serviço Nacional de Biblioteca do Quênia (KNLS), onde também foi chefe da biblioteca filial Kisii. Atua no desenvolvimento de novos serviços de biblioteca, com treinamentos sobre leitura, literatura, livros, gestão de projetos, literatura de informação móvel e design thinking. Integra a Iniciativa de Liderança Jovem Africana, programa de gestão pública para a próxima geração de líderes capacitados para moldar o futuro da África.



Foto: Divulgação

Sérgio Amadeu da Silveira

Universidade Federal do ABC

Graduado em Ciências Sociais, mestre e doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. É professor associado da Universidade Federal do ABC, pesquisador do CNPq e membro do Comitê Científico Deliberativo da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura. Integrou o Comitê Gestor da Internet no Brasil e presidiu o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação. Pesquisa as implicações tecnopolíticas dos sistemas algoritmos; Inteligência Artificial e ativismo; relações entre comunicação e tecnologia; sociedades de controle e privacidade; práticas colaborativas na internet. Autor dos livros Tudo sobre tod@s: redes digitais, privacidade e venda de dados pessoais; Exclusão Digital: a miséria na era da informação; Software Livre: a luta pela Liberdade do conhecimento; entre outros.



Foto: Divulgação

Valéria Martin Valls

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo

Doutora e mestra em Ciências da Comunicação e graduada em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade de São Paulo, com extensão universitária em Docência pela Fundação Getulio Vargas e aperfeiçoamento em Tecnologia na Educação pela Universidade Federal do Ceará. Coordenadora acadêmica e docente do curso de graduação em Biblioteconomia e docente de pós-graduação da área de Ciência da Informação da Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Membra do Conselho de Administração da SP Leituras, do Conselho Federal de Biblioteconomia, coordenadora da Comissão de Ética Profissional, ouvidora e participante da Comissão de Diversidade e Acessibilidade. É também coordenadora regional São Paulo da Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação. Como orientadora, foi contemplada com o Prêmio da ABECIN de melhor trabalho de conclusão de curso de graduação em 2014, 2016 e 2020. Consultora associada em projetos ligados à gestão da qualidade, informação e conhecimento, e palestrante nos seguintes temas: gestão do conhecimento, inovação e aspectos contemporâneos da área de Biblioteconomia e Ciência da Informação.



Foto: Divulgação

Victor Terra

Agência Lupa

Atua como analista na pesquisa e produção de conteúdo na LupaEducação. Jornalista e mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e graduando em Psicologia pela Universidade Veiga Almeida. Tem passagens pelas assessorias de imprensa e comunicação institucional da UFRJ. É autor de Sou Visto, Logo Existo, pelo Selo PPGCOM/UFMG e, como pesquisador, investiga o impacto das redes sociais na produção de subjetividade.