Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
/ governosp

As bibliotecas e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

Postado em 05 DE julho DE 2022
Crédito: Ricardo Matsukawa

O diretor executivo da SP Leituras, Pierre André Ruprecht, participou no dia 4 de julho da mesa de debates Bibliotecas e ODS: o Clube de Leitura ODS da ONU, ao lado da vice-presidente da FEBAB, Adriana Ferrari, e do subdiretor geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), de Portugal, Bruno Duarte Eiras. O objetivo do encontro foi destacar o papel das bibliotecas não só como agentes ativos na difusão da leitura, mas também sua atuação sistemática no desenvolvimento ambiental, social e econômico da região onde estão instaladas, em especial ao atendimento aos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU.

 

Em sua apresentação, Pierre mostrou como a SP Leituras está trabalhando no alinhamento dos programas das bibliotecas do estado de São Paulo com os 17 ODS.  “A agenda 2030 deve servir de guia para todas as atividades realizadas dentro e fora das bibliotecas. Precisamos apagar a imagem de que as bibliotecas são apenas acervo e espaço leitura, e mostrar que funcionam como plataformas de conhecimento, casa da palavra, local de encontros e eventos gratuitos com forte relação com o desenvolvimento social.”

 

Para exemplificar, o executivo relacionou algumas atividades realizadas nos equipamentos culturais com os objetivos da ONU, como os programas de empreendedorismo e as oficinas de currículos (erradicação da pobreza); a distribuição de alimentos, itens de higiene e livros durante a pandemia (fome zero); a campanha de vacinação e as aulas de xadrez (saúde e bem-estar); os programas Lê no Ninho, clubes de leituras e oficinas de criação literária e as publicações voltadas para a capacitação dos profissionais da área, como o Notas de Bibliotecas e os Cadernos de Práticas (educação de qualidade); as oficinas educativas sobre gênero (igualdade de gênero); as atividades do serviço social nas comunidades do entorno das bibliotecas (redução das desigualdades), entre outros.



 

O evento também teve o objetivo de ressaltar o Clube de Leitura ODS das Nações Unidas, lançado em 2019 na Feira do Livro Infantil de Bolonha de 2019, com o intuito de potencializar o livro e a leitura como ferramentas de reflexão e sensibilização das crianças de 6 a 12 anos. Como representação desse trabalho, Pierre exibiu um vídeo sobre um dos 17 encontros do Clube de Leitura, realizado com a escritora e contadora de histórias Kiara Terra. “Na prática, os ODS são grandes desafios para os equipamentos culturais, mas são também uma excelente oportunidade de mostrar aos gestores a potência das bibliotecas e seu papel como casa de ressonância para as atividades voltadas ao desenvolvimento social”, observa.

 

 

Parceiras dos ODS

Em sua apresentação Adriana Ferrari destacou a importância das bibliotecas serem parceiras na aplicação dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, uma vez que a atuação do Brasil para atingir as 169 metas da agenda 2030 está praticamente estagnada. A comprovação está no Relatório Luz da Sociedade Civil, que colhe dados sobre o avanço do país em cada um dos itens destacados pela ONU, sendo que 92 deles estão em retrocesso, 27 em estagnação, 21 ameaçados, 13 em processo insuficiente e 15 sem informações. “As bibliotecas precisam atuar como porta-vozes desses temas e servir como espaço de participação na sua aplicação”, reforça Adriana. A executiva ainda apresentou o Clube de Leitura do grupo de trabalho Bibliotecas Públicas da FEBAB, que traz todos os meses temas relevantes da área para discussão.

 

ODS em Portugal

Bruno Duarte Eiras explicou que o trabalho da DGLAB é fazer com que as bibliotecas públicas de Portugal contemplem os ODS em suas atividades. Para isso, desenvolveram a metodologia dos 5Ps (pessoas, planeta, prosperidade, paz e parcerias), que busca contemplar na programação realizada pelos equipamentos culturais os seguintes princípios básicos associados à agenda 2030 : juntos somos mais fortes, atos e não palavras, marcar uma posição, sair da biblioteca e mudar opiniões e visões. Como ferramenta para sua implementação, a BAD – Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas, Profissionais da Informação e Documentação –, criou um site para apresentar informações e dicas de atuação para as bibliotecas.

 

 

 

Cadastre-se e receba
nossa Newsletter

Política de Privacidade

Este site é mantido e operado pelo Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB).

Nós coletamos e utilizamos alguns dados pessoais que pertencem àqueles que utilizam nosso site. Ao fazê-lo, agimos na qualidade de controlador desses dados e estamos sujeitos às disposições da Lei Federal n. 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD).

Cookies
Cookies são pequenos arquivos de texto baixados automaticamente em seu dispositivo quando você acessa e navega por um site. Eles servem, basicamente, para que seja possível identificar dispositivos, atividades e preferências de usuários, otimizando a experiência no site. Os cookies não permitem que qualquer arquivo ou informação sejam extraídos do disco rígido do usuário, não sendo possível, ainda, que, por meio deles, se tenha acesso a informações pessoais que não tenham partido do usuário ou da forma como utiliza os recursos do site.

a. Cookies de terceiros
Alguns de nossos parceiros podem configurar cookies nos dispositivos dos usuários que acessam nosso site.
Estes cookies, em geral, visam possibilitar que nossos parceiros possam oferecer seu conteúdo e seus serviços ao usuário que acessa nosso site de forma personalizada, por meio da obtenção de dados de navegação extraídos a partir de sua interação com o site.
O usuário poderá obter mais informações sobre os cookies de terceiros e sobre a forma como os dados obtidos a partir dele são tratados, além de ter acesso à descrição dos cookies utilizados e de suas características, acessando o seguinte link:
https://developers.google.com/analytics/devguides/collection/analyticsjs/cookie-usage?hl=pt-br
https://policies.google.com/privacy?hl=pt-BR
As entidades encarregadas da coleta dos cookies poderão ceder as informações obtidas a terceiros.

b. Gestão de cookies
O usuário poderá se opor ao registro de cookies pelo site, bastando que desative esta opção no seu próprio navegador. Mais informações sobre como fazer isso em alguns dos principais navegadores utilizados hoje podem ser acessadas a partir dos seguintes links:
Internet Explorer:
https://support.microsoft.com/pt-br/help/17442/windows-internet-explorer-delete-manage-cookies

Safari:
https://support.apple.com/pt-br/guide/safari/sfri11471/mac

Google Chrome:
https://support.google.com/chrome/answer/95647?hl=pt-BR&hlrm=pt

Mozila Firefox:
https://support.mozilla.org/pt-BR/kb/ative-e-desative-os-cookies-que-os-sites-usam

Opera:
https://www.opera.com/help/tutorials/security/privacy/

A desativação dos cookies, no entanto, pode afetar a disponibilidade de algumas ferramentas e funcionalidades do site, comprometendo seu correto e esperado funcionamento. Outra consequência possível é remoção das preferências do usuário que eventualmente tiverem sido salvas, prejudicando sua experiência.