Módulo Inicial do Viagem Literária 2024 reúne representantes de 66 cidades paulistas - Viagem Literária

Módulo Inicial do Viagem Literária 2024 reúne representantes de 66 cidades paulistas

Na última terça-feira, 25 de junho, ocorreu o módulo inicial do Viagem Literária 2024. Realizado virtualmente, o encontro reuniu representantes das 67 bibliotecas selecionadas, da SP Leituras e da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo para apresentar novidades e discutir estratégias desta 16ª edição.



Adriane Freitag, coordenadora da Unidade de Difusão Cultural, Bibliotecas e Leitura da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, celebrou o evento e destacou a longa parceria com a SP Leituras, que tem promovido diversas atividades para difundir a leitura e estimular as bibliotecas no estado.


“É muito importante estarmos aqui, pois 65 municípios receberão atividades este ano. É uma honra poder levar a leitura de cordel para todos esses municípios e poder viajar com autores. Nada disso seria possível sem a SP Leituras e nossos parceiros do SisEB, Marcus Alves e Natália Moriyama. Agradeço muito a todos por nos permitir realizar essas ações, alcançar novos leitores e relembrar os leitores inativos do quanto é prazeroso ler e fazer novos contatos com a cultura”, comentou Adriane.



O diretor executivo da SP Leituras, Pierre Ruprecht, ressaltou a importância e o foco do programa: “A principal função do Viagem Literária está ligada ao público, oferecendo experiências estimulantes e divertidas sobre leitura e cultura para todas as idades. Outro objetivo é fortalecer o papel das bibliotecas públicas em seus municípios. O Viagem Literária é uma ação do Estado em parceria com cada um de vocês, para realmente dar protagonismo à sua biblioteca na sua cidade”.


Vanessa Sousa, coordenadora de Programas e Projetos da SP Leituras, destacou a necessidade de organização, comunicação e suporte técnico pelas bibliotecas, garantindo o sucesso das atividades. Ela também frisou a necessidade de envolver toda a comunidade e garantir que os eventos promovam o protagonismo das bibliotecas. “Lembrem-se, toda a comunidade é público. Sintam-se à vontade para convidar todos para participarem do Viagem Literária”, disse. Nanda Muniz, analista de Programas e Projetos da SP Leituras, deu suporte ao encontro, respondendo a diversas dúvidas dos participantes.



A gerente de marketing da SP Leituras, Camila Bonato, abordou as ações de comunicação para o programa, incluindo novidades como os banners de chão enviados às bibliotecas, além dos prismas de mesa e varais de cordel. Ela também enfatizou a importância das redes sociais e da assessoria de imprensa, encorajando as bibliotecas a enviarem fotos das atividades para atualizações. “Pedimos a ajuda de vocês para engajar o público. No final do programa, será feito um balanço geral para medir o impacto e o alcance.”