/ governosp
Histórias narradas promovem estímulos sensoriais e imagéticos - Viagem Literária

Blog

Histórias narradas promovem estímulos sensoriais e imagéticos

Edu Camargo

A Cia. Girolê deixou o território paranaense para participar do programa Viagem Literária e entreter o público das bibliotecas das cidades de Itapeva, Itapetininga, Tatuí e Votorantim, entre os dias 22 e 25 de agosto. O grupo formado pelas artistas Caroline Casagrande, Cleo Cavalcantty e Moira Albuquerque, acredita que os jogos, as brincadeiras e as histórias ajudam a moldar a personalidade dos indivíduos. “Quem teve contato com um livro por meio de uma narração oral, recheada com jogos, músicas e brincadeiras, dificilmente vai esquecer este momento mesmo quando adulto.” O trio é prova viva do que está falando. Apaixonadas pelas histórias da escritora Cecília Meireles, elas ainda recortam dos livros lidos na infância.

 

O tema do Viagem Literária de 2022 encantou as integrantes, especialmente por se tratar de algo tão relevante e atual. “Vemos que há uma necessidade muito grande de perpetuar a sensação de ludicidade e aprendizado proporcionada pelos jogos até na fase adulta. Um exemplo disso é o crescimento da gamificação, seja como forma de aprendizado ou entretenimento.”

 

Para elas, a narrativa oral é uma excelente estratégia para a popularização da leitura. “Ao agregar voz, canto e brincadeiras e colocar conteúdo do livro num contexto de jogo, você potencializa os estímulos sensoriais e imagéticos de quem está ouvindo. É como dar vida para as páginas impressas”.

 

A Cia. Girolê iniciou suas atividades em 2006, em Curitiba (PR), e desenvolve ações de incentivo à leitura por meio de projetos literários, contação de histórias, rodas de leitura e oficinas de formação. Busca estimular o olhar imagético, poético e crítico das obras literárias usando elementos das artes cênicas, visuais e musicais.