/ governosp
Rodrigo Ciríaco diz que poesia marginal e periférica foi porta de entrada para a literatura - Viagem Literária
Poesia: de 9 a 27 de novembro de 2020 | Contação de Histórias: outubro de 2021

Blog

Rodrigo Ciríaco diz que poesia marginal e periférica foi porta de entrada para a literatura

Educador, escritor, produtor cultural e historiador, Rodrigo Ciríaco está entre os  convidados a participar do primeiro módulo do 13º Viagem Literária, "Poesia: Oficinas e Bate-papos com Escritores". Entre 9 e 27 de novembro, o autor e outros 14 poetas percorrerão 61 bibliotecas de 60 cidades, incluindo a capital paulista, ministrando oficinas e em conversas com o público. Confira o roteiro do escritor no serviço, ao fim do texto. 

Promovido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado por meio do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB), o Viagem Literária é realizado pela Organização Social SP Leituras. O programa foi finalista do 62º Prêmio Jabuti, na categoria Fomento à Leitura, dentro do eixo Inovação.

Ciríaco é autor dos livros "Te pego lá fora", "100 mágoas", "Vendo Pó...esia", e do infantil “Menino Moleque Poeta Serelepe". Idealizador dos projetos Pedagogia dos Saraus, Slam Rachão Poético, Biqueira Literária e do espaço cultural Casa Poética/ Agência Casa Poética. 

O escritor participou, como autor convidado, de eventos literários no Brasil e exterior. Foi integrante do conselho-executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura entre 2014 e 2016. Suas obras já foram traduzidas em diversos países. Para segui-lo no Facebook, acesse @rodrigociriacoprofessor.

A seguir, ele antecipa, em duas perguntas, um pouco de sua visão sobre a poesia:

Qual a importância da poesia na literatura contemporânea?

Apesar de não me considerar poeta - tenho mais segurança e e estudos voltados para a prosa -, a poesia foi e é fundamental na minha formação enquanto escritor, educador e cidadão. Foi através da poesia marginal-periférica que pude encontrar o meu lugar de expressão, crítica e criação, através dos saraus e todos os encontros afetivos e profissionais que estes promoveram. É a poesia que recorro quando preciso respirar, colocar a cabeça pra fora da realidade e sonhar. Ou me preparar para ir à luta.

Quais são os poemas que a gente deve ler para se iniciar nessa forma literária?

Alguns contemporâneos que recomendo são: "Colecionador de Pedras", de Sérgio Vaz; "De Passagem mas não a Passeio", da Dinha; "Negra, nua, crua", de Mel Duarte; "Sangria", de Luiza Romão e "Águas da Cabaça", de Elizandra Souza. Mas também "Poemas", de Bertolt Brecht, antologias de Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira e Manoel de Barros. Passando por estes, está mais do que iniciado: está viciado em buscar mais e mais pó...esia! 

Além de Rodrigo Ciríaco, fazem parte do primeiro módulo do 13º Viagem Literária os escritores Allan da Rosa, Bruna Beber, Chacal, Daniel Minchoni, Dinha, Eliane Marques, Jonas Samaúma, Lubi Prates, Patrícia Meira, Pedro Marques, Renato Negrão, Ronald Augusto, Ryane Leão e Wilberth Salgueiro. 

O segundo módulo, "Contação de Histórias: Contos Populares", que acontece de 1º a 19 de março de 2021, percorrerá circuito semelhante.

Desde que o Viagem Literária começou, em 2008, foram percorridos 218 municípios paulistas, com 207 convidados, atingindo a um total de mais de 340 mil pessoas. Foram bate-papos, oficinas, rodas de contação de histórias e outros eventos que fizeram conhecimento circular no Estado de São Paulo.

Confira o roteiro de Rodrigo Ciríaco:

Oficinas às 14h30 | Bate-papos às 19h 

23/11 - Cananéia - Biblioteca Eduardo Boechat Ramos

24/11 - Ilha Comprida - Biblioteca Romeu Cabeça

25/11 - Itanhaém - Biblioteca Poeta Paulo Bomfim

26/11 - Cubatão - Biblioteca Prof. João Rangel Simões

A programação completa, com os artistas e grupos de artistas que fazem parte da etapa estão no site do programa: www.viagemliteraria.org.br.

Ouvidoria Transparência SIC