/ governosp
Escritora Ryane Leão diz que a poesia é a 'imensidão em palavras' - Viagem Literária
Poesia: de 9 a 27 de novembro de 2020 | Contação de Histórias: de 1º a 19 de março de 2021

Blog

Escritora Ryane Leão diz que a poesia é a 'imensidão em palavras'

Poeta e professora cuiabana, Ryane Leão está entre os escritores convidados a participar do primeiro módulo do 13º Viagem Literária, "Poesia: Oficinas e Bate-papos com Escritores". A autora e outros 14 poetas percorrerão 62 bibliotecas de 61 cidades, incluindo a capital paulista, entre 9 a 27 de novembro, ministrando oficinas e dando seus depoimentos em conversas com o público.

Promovido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado por meio do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB), o programa é realizado pela Organização Social SP Leituras.

Ryane vive em São Paulo. Ela publica seus escritos na página "Onde jazz meu coração" e recita seus poemas nos saraus e slams do Brasil. É autora dos livros "Tudo nela brilha e queima" e "Jamais peço desculpas por me derramar". 

A poeta é também fundadora da Odara English School for Black Girls, escola de inglês afrocentrada para mulheres negras que hoje conta com mais de 300 alunas. É do axé, filha de Oyá com Ogum, e só sabe existir sendo ventania por aí.

A seguir, ela antecipa, em duas perguntas, um pouco de sua visão sobre a poesia:

Qual a importância da poesia na literatura contemporânea?

A poesia é livre, não tem formatação específica, é o momento de nos conectarmos com o nosso espírito, de chamarmos nosso corpo e nosso ori pra refletirem nosso protesto, nossa vivência e nossa verdade no mundo. É a imensidão em palavra.

Quais são os poemas que a gente deve ler para se iniciar nessa forma literária?

Poesia é identificação. Devemos ler as poesias que nos recomeçam, nos resgatam, nos fazem entrar em conexão com a nossa ancestralidade. A poesia dos saraus e slams foi a que me impulsionou a nunca desistir de mim e da minha voz.

Além de Ryane Leão, farão parte do primeiro módulo os escritores Allan da Rosa, Bruna Beber, Chacal, Daniel Minchoni, Dinha, Eliane Marques, Jonas Samaúma, Lubi Prates, Patrícia Meira, Pedro Marques, Renato Negrão, Rodrigo Ciríaco, Ronald Augusto, e Wilberth Salgueiro. 

O segundo módulo, "Contação de Histórias: Contos Populares", que acontece de 1º a 19 de março de 2021, também percorrerá 62 bibliotecas de 61 cidades, incluindo a capital paulista.

Desde que o Viagem Literária começou, em 2008, foram percorridos 218 municípios paulistas, com 207 convidados, atingindo a um total de mais de 340 mil pessoas. Foram bate-papos, oficinas, rodas de contação de histórias e outros eventos que fizeram conhecimento circular no Estado de São Paulo.

Confira o roteiro da escritora:

Ryane Leão

Oficinas às 14h30 | Bate-papos às 19h (exceção feita às bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos) 

9/11 - Votuporanga - Biblioteca Castro Alves

10/11 - Buritama - Biblioteca Prof. Oswaldo Januzzi

11/11 - Birigui - Biblioteca Dr. Nilo Peçanha

12/11 - Penápolis - Biblioteca Prof. Fausto Ribeiro de Barros

A programação completa, com os artistas e grupos de artistas que fazem parte da etapa estão no site do programa: www.viagemliteraria.org.br

Ouvidoria Transparência SIC