Na segunda-feira, 16 de junho, o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB) realizou na Biblioteca de São Paulo (BSP) a segunda reunião do Grupos de Difusão. Profissionais de biblioteca e bibliotecários discutiram problemas, obstáculos, desafios e projetos para tornar o sistema ainda mais efetivo nas cidades e bibliotecas do Estado.

De acordo com a coordenadora da Unidade de Bibliotecas e Leituras (UBL) da Secretaria de Cultura, Adriana Cybele Ferrari, a ideia é “mudar o sistema e disseminar práticas”. Entre os objetivos do grupo estão fortalecer o SisEB; difundir ações alinhadas com o conceito de Biblioteca Viva; servir de termômetro para o planejamento de ações – como, por exemplo, as capacitações oferecidas nas cidades paulistas; gerar métricas para avaliação do sistema; e integrar os profissionais.

No encontro, foi realizado dinâmica para criar agenda com definições de trabalho para a Secretaria de Cultura e a SP Leituras, organização social que gerencia o SisEB, e definidos os resultados e metas para 2015. Também foram criadas estratégias e ações para alcançar esses objetivos. “Tem muita coisa para fazer. Mas vamos priorizar o que é possível e o que é mais relevante”, afirmou Adriana Cybele Ferrari.