/ governosp
Quando:
25 de setembro de 2020@15:00 – 17:00
2020-09-25T15:00:00-03:00
2020-09-25T17:00:00-03:00
Custo
Grátis
Contato:
SisEB - Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo
Clube de leitura online - Mulheres Negras na Biblioteca: Roça é Vida

PRALER – PRAZERES DA LEITURA no 8º FESTIVAL LITERÁRIO DE IGUAPE

Convidadas: MÁRCIA CRISTINA AMÉRICO e VIVIANE MARINHO LUIZ
Mediação: Carine Souza  e Juliane Sousa | MULHERES NEGRAS NA BIBLIOTECA 

INSCRIÇÕES, CLIQUE AQUI.

Na oitava edição do Festival Literário de Iguape, o Clube MNB on-line trabalhará exclusivamente autoras negras da região do Vale do Ribeira.  

Obra – Roça é Vida
Livro escrito e ilustrado por quilombolas do Vale do Ribeira, sobre a importância do Sistema Agrícola Tradicional Quilombola, reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio imaterial do Brasil. Proposto pelo Grupo de Trabalho da Roça, a obra traz uma narrativa em que os personagens são a Tradição, a Fartura, a Experiência, o Êxodo, a Continuação, o Território, a Luta, a Resistência e a Esperança  elementos presentes no dia a dia das comunidades quilombolas do Vale do Ribeira. 

A publicação foi feita em parceria com o Instituto Socioambiental e o Iphan. A autoria é coletiva, assim com o modo de viver e ser quilombola.  

AMÉRICO, Márcia Cristina; DIAS, Luiz Marcos de França; LUIZ, Viviane Marinho; SILVA, Laudessandro Marinho.  Ilustração: Amanda Nainá dos Santos, Vanderlei Ribeiro, IPHAN – Grupo de Trabalho da Roça, 2020. 

Disponível em: https://acervo.socioambiental.org/acervo/livros/roca-e-vida  

Márcia Cristina Américo é PhD, doutora e mestra em Educação, e graduada em Ciência com habilitação em Química, pela Universidade Metodista de Piracicaba. É feminista, pesquisadora, educadora social, ativista e articuladora do coletivo Mulheres Quilombolas na Luta do Vale do Ribeira, Aquilombada do Quilombo São Pedro, e membra da Associação de Remanescentes de Quilombo São Pedro. Atua nos temas de: educação das relações étnico-raciais; educação escolar quilombola; movimento social de mulheres negras e quilombolas. É autora dos livros Roça é Vida e Práticas educativas coletivas na constituição da vida quilombola: história da comunidade tradicional de Ivaporunduva. 

Viviane Marinho Luiz é quilombo Ivaporunduvafeminista, professora, pedagoga, doutora e mestre em Educação, e articuladora do coletivo Mulheres Quilombola na LutaPesquisa a temática racial com enfoque na relação África, Brasil e territórios quilombola. É autora de diversos artigos e dos livros O quilombo Ivaporunduva e o enunciado das gerações e Roça é Vidaobra proposta pelo Grupo de Trabalho da Roçacomposto por agricultores familiar das comunidades quilombola do Vale do Ribeira 

Carine Souza é estudante de Letras, técnica em Biblioteconomia, produtora cultural e idealizadora do projeto Mulheres Negras na Biblioteca. 

Juliane Sousa é formada em Letras pela Universidade Federal de São Paulo, produtora cultural, ambientalista, jornalista, apresentadora de rádio e televisão, roteirista, poeta e uma das responsáveis pelo projeto Mulheres Negras na Biblioteca. 

PÚBLICO-ALVO: Profissionais das áreas de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Educação, Leitura, Literatura e outros interessados. 

Inscrições gratuitas. Vagas limitadas!
Mais informações: siseb@spleituras.org  www.siseb.sp.gov.br 
Acessibilidade: haverá tradução simultânea em LIBRAS. 

Importante: O link para acesso à plataforma será enviado um dia antes da atividade. Questionário de avaliação e certificado serão encaminhados em até uma semana após a ação. 

25 de setembro de 2020
das 15 às 17 horas 

 

Ouvidoria Transparência SIC